Destaque para outras Almas Nuas

Cosméticos Profissionais

Blog Foco na Rotina

terça-feira, 31 de março de 2009

Quando um não quer, dois não brigam.‏


Coisa chata incomoda e desconfortável, e porque não dizer extremamente deselegante é a pessoa que aprecia perturbar queme stá quieto. A necessidade extrema que essas pessoas possuem em ser o centro das atenções ou a voz da verdade chega a ser absurda: farão qualquer coisa para alcançar seu objetivo que é ser notado. No dia-a-dia ele pode ser desde um parente, alguém do trabalho ou da escola, até um vizinho.
*
Em qualquer lugar que você for terá alguém assim. No espaço virtual não será diferente e esse tipo será encontrado principalmente em grupos, seja em fóruns, seja em sites de relacionamento. Realmente é uma praga que se alastra e aumenta a cada dia, devido a pouca evolução ou infelicidade na maioria das pessoas: intitula-se como entender.
*
Esse tipo de pessoa não tem senso de limites. Ela não irá se contentar enquanto alguém não perder as estribeiras. O assunto pode ser qualquer um: futebol, política, religião, sentimentos e emoções, sociedade, não importa: ela irá sempre rebater o que o outro disser, principalmente se for contra o que ela tenha dito. *
*
Não que tenha opinião formada quanto a algo, pois geralmente esse tipo de pessoa precisa de uma 'muleta' para se escorar. Precisa de alguém de mérito e reconhecimento público por trás de tudo o que diz para reafirmar publicamente que está certa.
*
Sendo assim, é aquele tipo de pessoa que vai abraçando tudo o quelhe é imposto, sem questionar, sem pensar por si mesma, levando em conta apenas o fato de que o que leu, ouviu ou viu trás certa identidade pessoal ou supre alguma necessidade interna, muitas vezes carência afetiva.
*
Pessoas assim fingem ser socialmente agradável, mas um bom tempo de convivência vai revelando uma pessoa perturbada, que não vive em paz consigo e não permitirá que ninguém a sua volta também tenha paz. É possível perceber o mau humor reprimido, mascarado... Suas palavras têm o peso de um tipo de inconformismo inquieto que não se satisfaz em não poder ser o foco. Nos detalhes é possível notar a imposição forçada quanto as suas idéias, que discorda de tudo o que ocorre ao seu redor.
*
Esse tipo de pessoa não tem nenhuma qualificação que lhe torne apta sobre o que diz, mas ancorada com os feitos de terceiros, se garante chegando a ponto de esnobar qualquer pessoa, e se possível for irá humilhá-la. Uma tática às vezes inconsciênte, usada consciêntemente pela publicidade em geral: seja na religiosa, política ou consumista. Para se destacar, como um produto em prateleira, deprecia o produto que está ao lado. Agarrando-se ao seu 'conceito', o defenderá com unhas e dentes e o usará para satisfazer as frustrações de seu ego carente.
*
Esse tipo de pessoa não possui senso de limites, portanto ultrapassa as linhas do respeito mútuo. Não havendo respeito mútuo, não haverá respeito por si mesmo. Prova disto é que estará sempre apontando nos outros tudo aquilo que está em si, mas não é capaz de assumir e resolver. Em si mesma existem diversos pontos que causa incomodo, lhe frustra, lhe perturba, mas como veste a máscara de socialmente correta e dona da verdade jamais irá admitir, não importa a proeza de revelar-lhe o que apenas ela mesma não pode ver, por não querer ver.
*
Então, ela buscará em outra pessoa algo semelhante, e irá transferir a própria frustração para seu alvo que se tornará perseguido como 'saco de pancadas' onde procurará aliviar o que não pode defrontar.
*
Não é preciso ir, além disso, para que, durante a leitura já tenha percebido que veio em sua mente alguém assim bem perto de você. Muito menos é necessário explicar nso mínimos detalhes o quão insistente e perseverante é a pessoa que aprecia incomodar. Já dizia o velho ditado que 'quando um não quer, dois não brigam'.
*
Para poupar-se de uma discussão inútil e desnecessária, bastaria ignorar o ser incomodado, na verdade não com as pessoas ao redor, mas consigo mesmo. Mas, diante da insistência do ser chegará um ponto culminate onde a paciência terá fim, o desejo de revidar será inevitável, e a boca já estará amarga de engolir tantos 'sapos'. O que fazer então?
*
Pensamentos bem simples podem restaurar e proteger o estoque de paciência e evitar situações constrangedoras que servem apenas para quem discemina e alimenta-se de intrigas.
*
"Aquele que perturba assemelha-se a um Troll: Trolls são criaturas horrendas do folclore escadinavo que ganharam um significado na internet atribuido a pessoas cujo comportamento tende a desestabilizar uma discussão, provocar, e enfurecer as pessoas envolvidas. Para que um Troll não tenha espaço: não alimente um Troll (Don't feed the troll ). Revidar é o alimento preferido dessas criaturas, e geralmente quando se revida se perde as estribeiras”.
*
"Jamais discuta com uma pessoa descontrolada, que use como argumento a coação, o constragimento e a falta de respeito: ao responder você pode perder sua razão."
*
"Responder ou revidar irá fazê-lo igual a aquele que perturba. Fará com que desça ou retroceda em seu caminho que deve evoluir para melhor”.
*
“Aquele que perturba quer a todo custo a sua atenção. Se você reage estará dando a atenção que necessita as custas de sua perda de tranquilidade e equilíbrio”.
*
"Pena é o pior sentimento que se pode transferir a alguém. Portanto, diante de alguém assim, o correto é compadecer-se. Compadecer não é tentar ajudar: somente a própria pessoa pode alcançar sozinha tal ajuda. Compadeça-se, não guarde mágoa e afaste-se, evitando tal pessoa. A solidão de que a pessoa tanto foge pode ser a chave para que ela se encontre e se cure”.
*
“O que o encrenqueiro quer é ser respondido. E quando há resposta se sente desafiado. Para ele, a ausência de resposta corresponde a um prêmio por ter um argumento não argumentável. Deixe-o com esse prêmio. O seu será paz interior”.
*
"Cada pessoa transfere do seu modo para o exterior o que lhe incomoda interiormente: tenha isso em mente quando ver um perturbador”. "Aquele que semeia a semente da discórdia acaba muitas vezes perdendo a compostura, a educação, o respeito e a elegância, sendo sempre desagradável: não revide e não se deixe envolver para não sair de seu eixo”.
*
"O semeador da discórdia costuma utilizar outra pessoa que manipula para atacar quem deseja, sentindo-se apoiado no que afirma. Através de comentários aparentemente sem intenção, irá influenciar a outra pessoa para que desfira agressões contra alguém que muitas vezes nem tem de fato algo contra: cuidado! O tipo de comentário será, por exemplo: 'Viu só o que Fulando citou ali? Foi pra você!'. Essa é uma das táticas de engenharia social usada inconscientemente por muitos encrenqueiros”.
*
Pronto! A primeira vista parece difícil, mas tornando-se hábito logo você tirará de letra a situação e deixará o pobre coitado necessitado de negatividade e ambientes pesados falando sozinho.
*
Faça isso primeiramente por você, e depois pelas demais pessoas que são obrigadas, mesmo em neutralidade a assistir tais incomodos e acabam sendo atingidos involuntariamente. Preserve sua paz interior e seu equilibrio emocional.
*
Quem vive sendo desagradável com os outros na verdade não se suporta mais. Ao revidar, você invoca pra si algo que não cultivou, absorvendo estado de espirito, emoções e sentimentos que você de fato não gerou.
*
*
*
São Paulo, 31 de Março de 2009.
*
*
*
島田 リシタ
Shimada Coelho - Todos os Direitos Reservados
Publicado no Recanto das Letras - Código do texto: T1516077
Respeite os Direitos Autorais!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja Bem vindo!
Obrigada por comentar!