Destaque para outras Almas Nuas

Cosméticos Profissionais

Blog Foco na Rotina

sábado, 13 de agosto de 2011

Forasteira

Se magnífico, ora também tão estranho este ser...
Pois sendo forasteira de terras tão distantes, caminha
Enfrentando agruras, pedras, espinhos e monstros sem temer,
Focando seu futuro - também seu passado - a vida que dantes tinha...

Comeu do fruto proibido e dele sabe o segredo...
Abriu-lhe os olhos para a maldição que a cobriu...
A cobiça foi tanta que perdeu o temor e o medo,
Ganhou um purgatório dentro de seu corpo vil...

Se merecer o Inferno - jaz nele - até quando não sabe...
O conflito violento entre corpo e alma é a pior de todas as agonias...
A tentativa de reconciliação é a única coisa que lhe cabe...
Por isso perambula pelos séculos... Pelos anos... Pelos dias...

Lançou-se para cair de joelhos - em queda constante
O arrependimento não traz o castigo, mas o desejo realizado...
Então é esse ser meio necrófobo, meio morto-vivo errante...
Tanto alma estendida nas galáxias quanto arbusto enraizado...

Escapa-lhe entre os dentes as torturas internas que rasgam as entranhas,
Do peso de tão grande mistério aprisionado em seu peito...
Se contasse revelaria insanidades cujas imagens estranhas,
Que a tornaria semelhante ao delirante moribundo que se entrega ao leito...

Em terras tão estranhas - reino primitivo - arrasta-se de braços abertos feito cruz...
Sem saber se deseja partir ou se prefere ficar - pois sente sua hora...
Cada vez que caminha afasta-se mais ainda da Luz...
Nas Sombras da Morte - sem escolha - é onde mora.

Vazaram-se os olhos – é cega - incapaz de enxergar através do véu,
Demente ordinária, sem massa encefálica - incapaz de compreender...
Ao trocar sua morada para estar aqui perdeu o céu,
Para tê-lo de volta - o estranho ser - vida após vida precisa viver!


@shimadacoelho


Licença Creative Commons
Forasteira de Shimada Coelho é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 3.0 Unported.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja Bem vindo!
Obrigada por comentar!