Destaque para outras Almas Nuas

Cosméticos Profissionais

Blog Foco na Rotina

quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Luz e Escuridão da Existência


Na aurora incandescente da Existência,
Emanando fachos largos - tiros de canhões de luz - desfaço,
Toda sombra enegrecida pela noite anterior,
Que torturou-me na cama quase levando-me à demência,
Tornando o corpo frágil em total cansaço,
E a Alma ocultada no centro interior...

No céu nublado da Existência,
Nuvens brancas vagam ganhando formas,
Enquanto nuvens cinzas são temidas...

Nenhuma fixa em constante permanência,
Seguindo sempre dentro das próprias normas,
Quaisquer que sejam: -Sejam bem vindas!

E que maravilha a negritude noturna da Existência,
Pois sem ela quando veria a luz?
Sem as nuvens enegrecidas quando a terra seria fértil?
Sem a noite como ter a noção exata da solidão e da coragem?
Pois foi em negro que vi resistência!
Em negro a moldura de minha face reluz!
Em negro a chuva acariciou a estéril
Relva seca das pastagens!


Licença Creative Commons
Luz e Escuridão da Existência de Shimada Coelho é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 3.0 Unported.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja Bem vindo!
Obrigada por comentar!