Destaque para outras Almas Nuas

Cosméticos Profissionais

Blog Foco na Rotina

quinta-feira, 10 de janeiro de 2013

Flor de Lótus



Eu Te agradeço  por minha Vida!
Avessa... Do contra... Contra a maré!
Agradeço a chance de ter errado tanto... 
E de receber o prazer do que é acertar! Corrigir! Moldar!
Agradeço cada insanidade, pois não se reverteram em consequências graves: a chance veio!
Uma pedra pode ser posta no meio do caminho e o curso mudou!
A mesma pedra que fechava a entrada do meu coração frio...

Eu odiei com intensidade!
Com a mesma intensidade que hoje eu amo!
Eu desejei o Mal! Desejei praticar o Mal! Desejei ser o próprio Mal!
Eu bebi de todos os venenos! Eu devorei a carne que sangrava!
Assisti homens e mulheres se devorando,
Ouvi os gemidos e sussurros e me senti no Inferno!

Mas houve lágrimas que criavam ondas no meu curso...
Houve tombos que agitaram as águas...
Houve uma compaixão maior, não sei por que...
Recebi Bem! Gerei Bem! Mergulhei no Bem! Inundou-me de Bem!

E hoje tudo está tão claro...
As águas barrentas e o charco de lodo passou junto com as tempestades!
As grandes águas inundaram o mundo e levou tudo o que feria os passos!
Nas águas límpidas vejo quem sou! Nas águas límpidas reflete a luz!
O Passado não faz mais sentido...

Aquele sentido que era matar tudo sentido!
Aquelas armas assassinas que desejavam exterminar tudo:
Sentimentos, sensações, lembranças e tudo mais!
O copo sem brilho carregava a Morte...
O rastro branco conduzia os passos ao abismo...
No trajeto a névoa eram sonhos se dissipando no ar...

Eu matava... Me matava... Matava...
Eu morria... Morria...
Procurava a Morte e não a encontrava!


O sujeito saltou do beco escuro e era como uma sombra...
Intentava servir a presa como manjar para supostos deuses 
Em uma mesa onde a escória se sentava para maquinar o Mal...
Na escuridão, notou-se a luz!
A alvura dos trajes contrastavam com a alma negra...
Um anjo veio ao socorro!

A chance!
Que se colocou na frente do poste!
Que fechou as portas do ônibus!
Que caiu como entulhos na entrada do prédio abandonado!
Que fez a arma falhar!
Que fez a mão que empunhava a faca fraquejar!
Que obstruiu as passagens nas artérias e nervos!
Que lavou o estômago!
Que fez a medicação excessiva perder seu efeito!

A chance!
Que é o guia que caminha ao lado quando atravessa o Vale da Morte!
Que ilumina os passos na floresta do Medo!
Que te cobre e te refugia no deserto!

Os demônios morreram de inanição! 
Nas cavernas agora há Luz!
As cicatrizes pelo corpo não se abrem mais!
Não há mais veneno correndo pelas veias!
A chance!
Que te resgata depois de mostrar o caminho por onde nunca mais deve passar!

Licença Creative Commons
Flor de Lótus de Shimada Coelho é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja Bem vindo!
Obrigada por comentar!