Destaque para outras Almas Nuas

Cosméticos Profissionais

Blog Foco na Rotina

terça-feira, 2 de dezembro de 2008

Estigmata


Ela é a sombra ao lado da gárgula
Observando diariamente a multidão......
Que passa...
O que é desprezado habita seu coração
A alma repleta de mácula...
*
Assiste desde o princípio o sofrimento
Sem piedade, sem pena, indiferente......
Isso também passa...
Vive e caminha em arrependimento
Das aflições e dores experiente...
*
Não se compadece mais pela dor alheia
Observar as lágrimas verterem friamente......
As lágrimas passam...
Espírito andarilho que vagueia
Não tem consciência, apenas inconsciente...
*
Ela ouve sobre desgraças proferidas
De corações aflitos e angustiados......
Passam...
Então, ela apenas alivia as feridas...
Não possuí a chave para os aprisionados...
*
Tentou sentir esse mal intensamente
Sentiu todos os males e superou todos...
Passam...
Diante do mal é assim: indiferente...
Fujam do mal... Feitos loucos!
*
Ambicionou ser igual, e usufruir as bem-aventuranças...
Conheceu apenas um fragmento de todo vosso bem...
Passou...Passa...
Acrescentou ao seu peito desgraça e desesperança
Não viu um justo sequer... Ninguém!
*
Escondam-se, mas serão encontrados...
É vinda a sombra sobre a Terra...
Ela passa...
Não adianta: gritem, corram descontrolados...
Vosso fim vem, a luz se encerra!
*
Viveram perdidos em seus egos inflamados
Desprezaram a Luz que entre vós brilhou...
A humanidade passa...
Não se percebem em si encarcerados
Vosso tempo terminou!

*
Há ainda um socorro para livrá-los...
A queda do estigma como espinho encravado...
Com a queda passa...
Livramento, vida e milagre...Invocai-os!
O estigma não pode ser apagado!

*

Shimada Coelho




Creative Commons License
Estigmata by Shimada Coelho is licensed under a Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil License.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja Bem vindo!
Obrigada por comentar!