Destaque para outras Almas Nuas

Cosméticos Profissionais

Blog Foco na Rotina

domingo, 9 de agosto de 2009

Separados pelo Tempo



"Foram tantos anos conversando com aquela estrela, contando-lhe sobre meu amor... Ele, que vivia em algum lugar de meu futuro sombrio, cujas sombras escuras de minha falta de esperança, não permitiam que eu enxergasse nenhuma luz no fim daquele túnel...Pedia a estrela amiga para que emprestasse a ele um pouquinho de sua luz, e a depositasse sobre sua cabeça para que, no dia em que eu o encontrasse, também o reconhecesse.

Eram horas na noite até a madrugada, sentada em cima da casa, observando atentamente o céu como se ele de lá viesse. E quando avistava uma Estrela Cadente,ao contrário das pessoas que lhe fazem pedidos, eu agradecia pois, entendia que sua passagem era um sinal afirmativo.

Eu sinto muito... Um tipo de amnésia proposital ou não, instalou-se em minha mente nesses anos todos que se passaram, e me esqueci de minhas conversas com a estrela, onde eu contava como podia sentir a cor de seus cabelos, a profundidade em teu olhar, o brilho de teus olhos, a alvura de tua pele e a grandeza de teu coração. Você não tinha nem nome nem rosto, mas quando meus olhos se perdiam observando as muitas casas com suas luzes amarelas acesas,eu sabia que você estava em algum lugar me esperando, me enxergando no teu futuro assim como eu te esperava...

Só agora,depois de tantos anos, me lembrei. Certa manhã acordei e quando abri os olhos meu primeiro pensamento foi aquela noite... Seu rosto desde então não me saiu da mente e eu me forçava a entender qual o mistério que havia naquela noite quase fatídica... Por alguns meses eu acordava e dormia pensando em ti... E não conseguia entender o porque, até que me lembrei.

Sinto minha alma sendo retalhada e meu coração dilacerado, e um desespero me invade. O tempo não volta atrás, as coisas não podem mais ser mudadas, e eu nunca mais te verei.Não bastasse essa agonia que me afunda em arrependimento, as lembranças foram cruéis e me trouxeram anos antes daquela noite.

Foi quando te vi a primeira vez, e em sua imagem pude ver também todos os meus desejos em forma de gente. Havia algo sublime emanando de ti, que te tornava tão raro... Eu nunca havia visto e nunca mais vi algo assim...

Naquela noite, eu tive a certeza que me veio o sinal de que você era o amor de minha vida inteira, quando surgiu na minha noite mais tenebrosa, com uma luz brilhando em tua cabeça, vindo ao meu encontro como um anjo salvador.

Mas eu não poderia te ter... Era grandioso demais pra mim, perdida em meus tantos caminhos. Estavas quase no céu e eu quase no inferno... Tudo o que mais esperei e observava de longe, sabendo que jamais teria. Foi quando decidi esquecer...

E não sei porque agora me salta a lembrança de que um dia pedi por um anjo salvador que abandonasse o céu e caminhasse ao meu lado nesta terra, para que eu sempre fosse salva e jamais me perdesse.

Só agora me lembrei que você foi quem sempre esperei e amei..."



-=Shimada Coelho=-
São Paulo, 10 de Agosto de 2009.



Creative Commons License
Separados pelo Tempo by Shimada Coelho is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja Bem vindo!
Obrigada por comentar!