Destaque para outras Almas Nuas

Cosméticos Profissionais

Blog Foco na Rotina

quarta-feira, 11 de agosto de 2010

Do subúrbio para uma competição na França


Educação
São Paulo:



Dez alunos de uma escola pública do subúrbio de São Paulo representaram o Brasil em competição de vôlei na França.



Por Rita Shimada Coelho*
De
São Paulo-SP
Para Via Fanzine



Alunos da escola Euclides de Cunha e a professora Dita, que os acompanhou na França.

De um lado, uma mãe em prantos e o coração dividido. Do outro, um filho emocionado, que puxa a camiseta desbotada tentando, em vão, secar as lágrimas que parecem saltar dos olhos. A mãe está insegura quanto a permitir a partida do filho que deseja voar.

Não, este não é mais um caso de uma mãe desesperada em uma delegacia, nem de um adolescente que ingressa precocemente no crime. Embora este fato esteja ocorrendo num bairro já considerado um dos mais perigosos do mundo, é um acontecimento único de superação, perseverança e muita esperança.

No domingo, 04/07/2010, as 12h30, dez alunos da Escola Municipal de Ensino Fundamental Euclides da Cunha, localizada no bairro de Capão Redondo (zona sul de São Paulo), voaram rumo à França para tentar mais uma vitória no campeonato de vôlei entre escolas em Paris.

Depois de vencerem o campeonato regional que os tornaram campeões da zona sul, competiram no estádio do Pacaembu com outros vencedores, inclusive, de escolas particulares, e conseguiram uma vitória inédita para uma escola pública arrebatando também o título de campeões da cidade.

Sem ainda acreditar que em menos de um mês conseguiram ir tão longe, os adolescentes entre 12 e 14 anos vibraram com a notícia de que vestirão o uniforme oficial da seleção brasileira.



Despreocupados com a possibilidade de derrota, ouviram atentos a diretora da escola, dona Miriam, que os lembraram da importância de representar nosso país no exterior, da responsabilidade em ser exemplos para os demais alunos que agora se interessam pelo esporte e da certeza que esta oportunidade já é, por si, um prêmio que fará muita diferença em suas vidas.

Diante da vidraça da diretoria onde estão expostos os dois gigantescos troféus conquistados, os pequenos heróis da escola não esconderam a ansiedade e a alegria, nem seus pais esconderam tanto orgulho.

Eles obtiveram um excelente resultado na competição: um quinto lugar entre todos os times escolares do mundo. Foi uma proeza levando-se em conta a primeira vez deles e o fato de que mesmo considerados altos aqui pra nós, lá eram tratados como 'baixinhos'.

O primeiro lugar ficou com a Bélgica, o segundo para Portugal, o terceiro para a França A e o quarto para a França B (eles tinham dois times participando) e o quinto ficou com o Brasil que representou todos os escolares brasileiros.

A competição durou uma semana e os alunos retornaram repletos de felicidade.

Eles estiveram acompanhados pela professora de Física, Expedita, chamada carinhosamente pelos alunos de Dita. Também acompanharam os alunos, um representante da FEDESP e da Secretaria de Educação de São Paulo.

Eles sabem do quão privilegiados são. Sabem que naquele bairro onde nasceram e crescem, muitos outros adolescentes, tão capazes quanto eles, enveredam pelos caminhos do crime, sem rumo e sem perspectiva de vida por falta de oportunidade e orientação. Abraçaram-se e comemoraram como que agarrando a chance que fará do futuro deles, bem diferente e bem melhor.


* Rita Shimada Coelho é articulista e correspondente de Via Fanzine em São Paulo.
Seu blog é http://projetoadao.blogspot.com/



- Foto: divulgação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja Bem vindo!
Obrigada por comentar!