Destaque para outras Almas Nuas

Cosméticos Profissionais

Blog Foco na Rotina

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Altas Torres



Cada pedra colocada
Erguendo esta prisão,
Representam uma mágoa
- Feridas do coração!

De tantas vezes morrendo,
Revivendo sem cessar...
Construi esta muralha,
Para nunca mais chorar!

Coloquei- me num lugar alto,
Afastando- me da multidão...
Isolando- me do mundo,
Escolhendo a solidão!

Das duas única janelas
Nesta torre colocadas
É que vejo vossas vidas
Sem nunca poder tocá- las!

Mas mesmo assim a distância
Contemplando vossa dor...
Seus tormentos me abrem feridas,
Ecoando no peito um clamor!

São gemidos contidos,
Rasgando-me a alma...
São contrações intensivas,
Tirando- me a calma!

Transformando expontâneamente
Este peito numa cela...
Onde atrai angustias alheias,
E as dores refrigera!

Se benção ou maldição.
Foi assim que nasci...
Para aliviar- te a tristeza,
Fazendo seu rosto sorrir!

Contemplo a distância
Na minha solidão
Vidas perdidas, vazias
Perdendo o rumo e a razão!

Deixando as lágrimas verterem,
Pelos cegos que vagam...
Na ignorância confusa,
Nas hipocresias que matam!

Assisto vossa perdição
Seus tropeços, seus passos...
Sem poder nada fazer,
Prevendo seus fracassos!

Vibrando constantemente
Por aquele facho de luz...
Que abrirá teus olhos tristes,
Aliviando tua cruz!

Guardiã da Ventura,
Quinta- feira, 28 de julnho de 2007, 22: 46




Licença Creative Commons
Altas Torres de Shimada Coelho é licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported.
Permissions beyond the scope of this license may be available at
http://muraldosescritores.ning.com/profiles/blogs/altas-torres.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja Bem vindo!
Obrigada por comentar!