Destaque para outras Almas Nuas

Cosméticos Profissionais

Blog Foco na Rotina

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

A Dama do Corredor



Pelos corredores frios
Desse lar empoeirado...
Ainda ouve- se meus passos,
no assoalho mau encerado.

Olhando todos os quadros,
pendurados nas paredes paralelas...
Mesmo tocando cada gravura,
Nunca mais vou vive- las!

O ponteiro do relógio,
sempre passa pela mesma hora...
Mas as pessoas que passam aqui,
ficam um tempo e vão embora!

Crianças passam a correr,
os amantes afoitos sem ar...
O casal de velhinhos,
sempre tem histórias pra lembrar!

Todos passam por aqui,
sem parar pra notar...
Os retratos de minha vida,
Pra onde não vou mais voltar!

Eles riem, passam com pressa...
Brigam, desperçam ,se exaltam,...
Ocupados com suas vontades,
As horas um dia acabam!

Cada quadro emoldurado,
Cada móvel no lugar...
Escondem as lembranças,
De um lindo e belo lar!

Eternamente presa,
neste estreito corredor...
Velando as doces lembranças,
de meu eterno amor!

Fonte de Memórias,
Sábado, 07 de Julho de 2007, 16: 20



Licença Creative Commons
A Dama do Corredor de Shimada Coelho é licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported.
Permissions beyond the scope of this license may be available at
http://muraldosescritores.ning.com/profiles/blogs/2630076:BlogPost:226667.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja Bem vindo!
Obrigada por comentar!