Destaque para outras Almas Nuas

Cosméticos Profissionais

Blog Foco na Rotina

domingo, 14 de agosto de 2011

Dama da Noite


Sua imagem é nostálgica
Das camélias de inebriantes perfumes...
Seu olhar dois vaga-lumes...
Sua vida trágica!

A imagem magnífica... Eternizo:
Os braços apoiados na mesa...
Segura o cigarro com frieza...
Soprando nesta noite, o sorriso!

Tom ecoa em sua cabeça:
"A gente vai levando..."
A atmosfera vai esfumaçando...
O vazio... A mente... Avessa...

A pele pálida da vida noturna...
Nos olhos maquiagem carregada...
No colo sedução decotada:
Revela desejada liburna!

O batom marca a taça
Do vinho que adocica o amargor
Bate no cinzeiro e espanta a dor
Movimenta-se com graça!

No relógio, as batidas dos ponteiros
Percussão que acompanha a bossa
Replica nos dedos da moça da roça
Hoje cortesã de nobres cavalheiros!

Quem passa cobiça a beldade já cansada
Por satisfazer tantos corpos carentes...
Quieta, em paixão dormente...
Pelo amor é tão desprezada!

Ninguém diz que essa mulher
Devota das noites profanas
Também deixa em todas as camas
Conselhos sobre amor a quem quiser!

Com ela assenta-se a Solidão
Brindando as noites e a boemia...
Na cadeira ao lado a Melancolia
Vazia a mesa... Também o coração!


São Paulo, 15 de Novembro de 2008

-=:|:=--=:|:=--=:|:=--=:|:=--=:|:=--=:|:=--=:|:=--=:|:=-

Menina de Dia,
Uma doce criança à noite.
Pela qual me encanto,
Apenas em ouvir tua voz,
Também ao dizer Boa Noite!
E quando me deito,
Me deleito,
Ao sentir a presença de uma flor,
Que exala a essência
Da \"Dama da Noite\"!

-=:|:=-Taos-=:|:=-





Licença Creative Commons
Dama da Noite de Shimada Coelho é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 3.0 Unported.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja Bem vindo!
Obrigada por comentar!