Destaque para outras Almas Nuas

Cosméticos Profissionais

Blog Foco na Rotina

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Irreal


Não quero mais escrever...
Porque isso tráz à tona minha consciência
Dominada de inconsciente.

Exteriorizar o que sinto e penso
Só serve de fato pra mim,
Que na maioria do tempo me sinto
Afogando-me do próprio Universo interno.

Caminhei tantos caminhos
E não encontrei um refúgio
Onde pudesse armar minha tenda.

As pessoas à minha volta
São meras produções
Imaginárias...

Os versos e prosas vão perdendo o encanto,
A cada vez que a dor me toma
E vem a impressão de que só a Morte a pode aliviar...
Mas só posso expressar melhor em dor.

Não há vendas - nem as mais negras -
Que ceguem novamente meus olhos...
Mesmo que pareça, ninguém volta ao ultimo estágio:
Ficou estacionado fingindo nas próprias impressões.

Eu vejo e não posso mais deixar de ver...
Sinto e não posso deixar de sentir...
Ouço e nada tapa meus ouvidos...

Seja na intensa luz,
Seja nas muitas trevas,
De algum modo continuarei enxergando...

Meus valores não cabem também em lugar algum...
Real mesmo são esses Universos que se entrelaçam,
Constantemente,
Diante de mim!

São tantos que tornam cada vez mais,
Este Mundo tão irreal...
O sentido de tudo na verdade é
Tão sem sentido...

E o único sentido que quero é
Aquela plaquinha imperceptível,
Numa curva ou encruzilhada do caminho,
Que aponta a direção.



Licença Creative Commons
Irreal de Shimada Coelho é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 3.0 Unported.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja Bem vindo!
Obrigada por comentar!