Destaque para outras Almas Nuas

Cosméticos Profissionais

Blog Foco na Rotina

quarta-feira, 4 de abril de 2012

Em busca do Homo Sapiens perdido


Dizem que humanos são um animal da espécie de primata bípede Homo Sapiens que traduzindo-se do latim significa Homem Sábio. Também dizem que os membros desta espécie possuem um cérebro e que este é altamente desenvolvido, além de possuir inúmeras capacidades como raciocínio abstrato, a linguagem, a introspecção e a resolução de problemas.


Então, decidi procurar onde nas tantas áreas da sociedade e nas lideranças que as regem, está este tal de Homo Sapiens. Porque a presença deste ser inigualável entre nós nos salvaria desta tremenda onda de descaso que nos acomete e das tantas manobras que visam não apenas nos explorar como também nos condicionar, através da influência e da manipulação em massa.


Quem sabe nossos idosos poderiam enfim gozar das boas venturas da vida depois de tantos anos de trabalho! E poderiam então ensinar os mais jovens o quanto a vida pode ser gratificante e como ela é simples de ser vivida! Então quem sabe - estes idosos - seriam reverenciadas toda vez que passassem, pois seriam respeitados e considerados pessoas sábias: fiéis representantes desta tal raça humana!


Quem sabe se - encontrando o tal Homo Sapiens - nossas crianças seriam bens preciosos! Seriam educadas e tratadas de maneira a garantir que os futuros cidadãos deste mundo sejam realmente humanos!


Se nossos jovens fossem concebidos por Homo Sapiens, não seriam tão autodestrutivos e teria maior consciência da responsabilidade que lhes é esperar a chegada do futuro.


Na regência deste ser inigualável, político seriam pessoas que sentiram um chamado quase que divino para dedicar toda sua vida em prol de outros seres humanos! A vocação falaria mais e seriam como o 'São Francisco' do povo!


E falando-se em vocação, valores não seriam invertidos: médicos atenderiam o chamado pela Vida, policiais pela Ordem, juizes e advogados pela Justiça de fato... E quem disse que não é necessário vocação para o resto? As empresas se preocupariam com a qualidade de seus produtos e com a concorrência pelo prazer do reconhecimento. Imaginem lojas tratando seus clientes como verdadeiros nobres, pois, ai deles se não fossem seus fieis consumidores!


Se de fato um Homo Sapiens estivesse debruçado dos balcões de atendimento dos milhares de postos de saúde pelo país, ninguém precisaria esperar três, quatro, cinco meses para marcar uma consulta! Nem precisaria esperar um, dois, três anos para conseguir um exame mais específico ou uma especialidade. Nem tão pouco precisaria desbravar a cidade e chegar do outro lado dela apenas para ser atendido.


Na presença deste ser tão raro, muita coisa ia melhorar... Nada de longas filas repletas de idosos e deficientes aguardando para provar o que já foi diagnosticado! Políticos receberiam salário mínimo mais comissão a cada projeto aprovado e o trabalhador ganharia mais do que o suficiente para se permitir ter um final de semana de lazer. Pessoas não seriam transportadas em cubículos apertados como gado escravizado. Doentes não seriam tratados feitos vermes de moscas nos corredores de hospitais super lotados e crianças poderiam enfim voltar a acreditar que se deve respeitar os mais velhos e por eles seriam protegidas. 


Pois imagino que no Reino dos Homo Sapiens não exista por exemplo, nenhum tipo de discriminação. Porque dotados de tamanha capacidade mental, saberiam que as diferenças na mesma espécie se dá aos ambientes, as áreas geográficas, ao clima onde se desenvolvem... O que conta é que todos pertencem a raça dos Homens Sábios!

Licença Creative Commons
O trabalho Em Busca do Homo Sapiens Perdido de Shimada Coelho foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição - NãoComercial - SemDerivados 3.0 Não Adaptada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja Bem vindo!
Obrigada por comentar!