Destaque para outras Almas Nuas

Cosméticos Profissionais

Blog Foco na Rotina

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

Últimas palavras para ouvir




"Você está enfim naquele seu tão sonhado casebre de pedra com telhados de barro vermelho e chaminé onde na primavera, os passarinhos constroem um ninho.

É ao pé da montanha tão generosa, coberta de verde, que faz questão que todos se abriguem ao seu redor. Por ela passeiam animais silvestres e árvores milenares ali habitam.

Diante do casebre, depois de um breve e discreto declínio, um lago que mais se parece com um gigantesco espelho. Ás vezes, você está ali, sentada a beira de um singelo cais onde um barco enfeitado de flores dança ao ritmo sereno das águas. Balança os pés brincando com os peixes risonhos. E observa o suave pouso dos cisnes que desfilam diante de você.

Outras vezes, embala-se na cadeira bonita na varada com cercas brancas. Observa o Sol nascer e se pôr no horizonte... Canta melodias de canções que ainda ninguém conhece. Sente o vento e pensa que pode vê-lo passeando por entre as copas das árvores ou entre as hortaliças... Ainda há vezes, que fica na janela onde uma alva cortina fina é ornamento. Se alguém por ventura passar, achará que a janela é um quadro onde você foi retratada. Mas para você, a janela é um quadro vivo onde as quatro estações se manifestam.

Quando vê a chuva, corre para dançar de braços abertos com ela. Quando vê neve, faz anjos com asas pelo chão. Quando vê as folhas de bordo caindo lentamente, começa a colhê-las para colar no caderno. Quando vê as flores, conversa com elas e lhes diz o quanto são lindas! Quando vê o arco-íris, grita pra ele dizendo que está errando o caminho: o pote de ouro é ali onde você está!

Quando o Inverno vem, pendura nos ramos baixos das árvores frutas e biscoitos que você mesma fez. Acende a lareira e a vela que coloca sobre a mesa, e escreve poesias enquanto ouve o cripitar da madeira que queima debaixo de um caldeirão com sopa. Quando vem o Outono, faz caminhada na floresta. Faz pão e bolo de milho. Quando vem o Verão, nada no lago espelhado. Come frutas das árvores abundantes. Quando vem a primavera, veste seu melhor vestido estampado - creme com pequenas rosas -  faz uma coroa com flores campestres e fica esperando o Beija-Flor. Come salada com folhas de alface e pétalas de rosas brancas.

Não tem café mas, sempre tem chá de ervas. Não tem rádio ou TV, mas há o canto da Natureza. As cercas servem apenas como adorno. Não há guerras, doenças, sofrimento nem dor... Você está no seu Céu!"



Licença Creative Commons
Últimas palavras para ouvir de Shimada Coelho é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja Bem vindo!
Obrigada por comentar!