Destaque para outras Almas Nuas

Cosméticos Profissionais

Blog Foco na Rotina

segunda-feira, 2 de setembro de 2013

Morres Várias Vezes ao Longo da Vida

As pessoas vão me perdendo aos poucos... Minha compreensão e tolerância possuem tanta dimensão que vou dando sinais de que cada pedaço de mim vai sumindo...

Meus males são a extrema fidelidade, a compreensão, a paciência, o perdão... Vou relevando, vou fingindo nada ver, vou fingindo nada sentir... Tudo para ter um pouquinho que seja da tão sonhada paz. 

Conheci um grande homem - daqueles que se vê só uma vez na vida - dizer: "Faça o bem! Você não ganha nada com isso mas, se fizer o mal, com certeza ainda receberá o troco!". E como ele estava certo!

Hoje em dia, a maioria das pessoas que te cercam ou serão sanguessugas ou usarão máscaras. Este mundo receberá bem poucas pessoas únicas, autênticas e raras...  Por isso, com a maioria você sempre irá ter algum tipo de decepção.

Dedicar-se tanto a alguém - seja da família ou um suposto amigo - não vale todo o seu esforço. Pois tudo o que é verdadeiro, é nato, é sincero, não exige força: é espontâneo!

Meu mal toda vida foi renunciar aos meus anseios - sabedora que sou capaz de contentar-me com tão pouco - para de alguma forma fazer o outro feliz, sem entender ao certo como isto funciona. Mas sei que muita dedicação, empenho e constante perdão pode de alguma forma contribuir. Não anulei-me... Não submeti... Apenas fiz escolhas. E sempre acreditei que valiam à pena...

Mas, todo mundo nasce pra ser o que é. Sua dedicação pela felicidade alheia não vai mudar ninguém! Ou a pessoa irá se aproveitar de sua generosidade ou vai mascarar o que sempre foi. Cada elogio ou incentivo direcionado a pessoa, será mais uma chance de crer que está mantendo sua má intenção bem oculta. Cada ato de gentileza ou reconhecimento deixará esta pessoa segura de que nunca será descoberto.

Ledo engano... Nenhum tipo de mentira - não importa a forma que tenha - fica oculta! Porque as pessoas que alimentam a própria vaidade são previsíveis... São camaleões que se misturam aos outros rejeitando a própria essência para ser aceito.. Para se enquadrar... Para se sentir melhor não importando o quanto isso vai afetar outra pessoa.

Quando se cria um laço com uma pessoa, passamos a estar profundamente conectados a ela. A empatia se desenvolverá a tal ponto que sentirá e, às vezes, até pensará o mesmo que o outro. Se engana que será só pra bem... Para mal também! Todo intento enganoso irá de alguma forma te afetar.

Por isso, esta pessoa que vos escreve irá morrer! Deixará de viver do mesmo modo por mais 30 anos! Deixará de crer em suas crenças e filosofias e se renderá.

Porque acredita que toda vez que procura fazer o seu melhor, faz um esforço pela felicidade alheia. Mas quando o outro transforma sua dedicação em uma manobra para ocultar o que não está certo, há vergonha de tamanha estupidez em crer no outro...

A gota d'água sempre cai... Ainda houve tolerância por muito tempo... E um dia tudo cansa! 

Acredite-me e digo com testemunhas para comprovar : você nunca encontrará alguém mais fiel! Todas as suas confissões, seus lamentos, seus desabafos, estarão guardados comigo e os levarei para o túmulo. Histórias e mais histórias confiadas a mim - e que renderiam-me boas crônicas - jamais serão conhecidas por minha boca ou por minhas mãos. 

Você jamais encontrará alguém mais sincero e tão cauteloso em dizer-te uma palavra. Também não encontrará ninguém capaz de ouvir-te de verdade. Toda verdade, toda sinceridade, toda compreensão possíveis foram oferecidas de bom grado.

E sabe o que é pior? Eu não minto e nunca soube mentir pois, antes de ser honesta com qualquer pessoa o fui para comigo mesma! Tamanha é esta honestidade - e sem de modo algum procurar vangloriar-me - que nenhuma poesia, nenhum texto, nenhuma crônica e nenhuma palavra redigida ou dita por mim foi inventada! Demorei longo tempo para perceber minha vocação em escrever... Outro tempo levou para descobrir que não sei inventar histórias...  Embora muito tenha ouvido 'volta pra Terra', a realidade sempre me foi muito preciosa! A verdade de cada um é como joia rara! E para estar certa do que dizia e da minha convicção, sempre basei-me na experimentação!

Todos os sentimentos e situações possíveis eu experimentei e é isto que me impede ignorar o sofrimento alheio ou responder um 'não sei'... Muitas vezes me debrucei e me dediquei ao outro com extremo interesse de realmente compreender o que sentia... Quantas horas foram dispensadas...

Hoje morro, implorando aos céus que não me ressuscite mais! Cansei de crer em qualquer coisa, ainda mais por estar tão descrente de mim mesma, pois sou humana... O que esperar do ser humano? Eu posso enxergar toda escória gerada de montes de carne ambulantes sem vontade própria que nunca sabem o que querem de fato...

Deixem-me partir e não se lembrem mais de mim! Pois tudo o que esperei em vida, não me servirá de nada depois de morta...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja Bem vindo!
Obrigada por comentar!