Destaque para outras Almas Nuas

Cosméticos Profissionais

Blog Foco na Rotina

domingo, 26 de janeiro de 2014

A Lição de Einstein

"Dizem que as pessoas não falam conosco depois que se vão... Depois que morrem... Mas, algumas nunca se vão completamente e permanecem e não é acaso. Quem espalha sementes no caminho, de certa forma continua conosco quando estas sementes brotam a seu tempo. Brotam mesmo que o semeador não esteja as acompanhando.

Tenho aprendido muito com Einstein... E não é Física e cálculos que aprendo, apesar de que todo seu trabalho reflete uma mente única! Aprendo sobre mim mesma!
Einstein fascinava-se com os mistérios do Universo mas, também achava incrível a que ponto pode chegar as capacidades da mente. Então, ele fazia pesquisas e estudos a respeito. Toda genialidade de Einstein refletia-se em sua personalidade e em seu modo de vida, sendo considerado por muitos como excêntrico.

Eis ai a grande lição de Einstein: ele não se lamentava por ser tão diferente dos demais, e nem usava isto como desculpa para se manter inerte no caminho de seu auto conhecimento e de seu crescimento. Também não utilizou toda sua vantagem em possuir uma mente tão brilhante para se sentir superior aos demais!

Sua condição não foi usada por si mesmo como maldição, deficiência, limitação, desvantagem ou anomalia. Foi usada como ferramenta, recurso, oportunidade, ponte para ir mais além e por isso que seu cérebro é considerado o mais evoluído de toda a História Humana! 

A maior prova do brilhantismo da mente de Eisntein não está nos inúmeros cálculos e descobertas mas, estava - ao meu ver - em aceitar-se assim como era e viver bem consigo." - Shimada Coelho - 22/01/2014

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja Bem vindo!
Obrigada por comentar!