Destaque para outras Almas Nuas

Cosméticos Profissionais

Blog Foco na Rotina

quinta-feira, 10 de abril de 2014

Valor nas Coisas Simples da Vida


Conheci quase todos os lados dos níveis sociais. Só não fiz questão dos níveis mais altos pois, por si mesmos já revelam toda a futilidade com que são feitos.

Eu já tive muito mais que deveria e acreditava que tinha tudo. Mas, como poderia ter tudo se sempre queria ainda mais? Não permito que ninguém fale pra mim sobre os caminhos para ter dinheiro, sucesso, fama e poder. Eu já tive muito dinheiro! Eu já recebi convites para entrevistas em rádios e TV. Eu já vi oportunidades que para muitos seriam únicas diante de mim e me dei o direito de rejeitá-las. Eu conheço todas as táticas psicológicas de dominação, influência e manipulação. 

Hoje, na minha vida simplória e modesta, eu tenho muito mais do que poderia imaginar ter. Minha máquina de lavar ainda é do século passado e não é por falta de dinheiro que não a troco. Me dou ao direito - e porque não ao luxo - de considerar que minha máquina antiga é melhor do que estas modernas. Eu posso trocar de sofá quantas vezes eu quiser mas, prefiro restaurar o que tenho ou pegar um semi novo que meu filho resolveu descartar. Eu poderia ganhar muito dinheiro com qualquer um dos meus títulos se os publicasse mas, eu não consigo pensar em ganhar em cima de algo que foi me dado de graça. Sem falsa modéstia, tudo o que faço eu faço bem e poderia ser supostamente bem sucedida em tudo que decidisse fazer.

Eu escrevo por vocação nata! Um dom se recebe de graça e é oferecido de graça. O Sistema exige que tudo o que você faça seja por dinheiro e com dinheiro. Eu não preciso me apegar a isso. Tenho outros recursos que me possibilitam ter e gastar dinheiro. Mas, jamais usarei minha vocação para obter coisas que já comprovei que o dinheiro não pode me dar.

Qual é o seu objetivo? O que ainda deseja da vida? Acredite: eu prefiro viver o Céu em Vida do que esperar pela Morte para quem sabe eu ter direito a ele. Provavelmente, eu não espero da Vida o mesmo que você. Não quero fama, não quero sucesso, não quero dinheiro, não quero poder. Quero continuar me dando ao direito de ficar dentro da minha casa e sair apenas quando eu tiver vontade por um motivo que considere relevante. Quero poder continuar anônima, sem ser incomodada usufruindo dos meus devaneios. Quero a minha paz de espírito que me custou tanto a conseguir e não é porque ela é difícil de conquistar mas, é difícil você mudar!

Preciso de pouco pra me sentir confortável. Preciso de pouco para me sentir satisfeita. Ninguém tem o direito de achar que não sou bem sucedida naquilo que escolhi pra mim. E se você caminha para o cume da montanha acreditando que ao chegar lá em cima será bem sucedido, lamento por você...

Você tem o direito nada de colocar em sua Vida aquilo que considera ser o melhor pra você. Eu do mesmo modo tenho o mesmo direito. O que você considera algo de valor não é obrigatoriamente o que eu considero valoroso. Quando você oferece um buquê de rosas vermelhas está oferecendo o que? Quando meu marido estendeu a mão e pegou uma flor que pendia para a calçada e me ofereceu, ele não me dava apenas  uma flor...

O que é bom pra mim não será necessariamente bom pra você e vice e versa então, saiba mais de si mesmo do que dos outros antes de ousar determinar o que é certo ou errado na vida alheia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja Bem vindo!
Obrigada por comentar!