Destaque para outras Almas Nuas

Cosméticos Profissionais

Blog Foco na Rotina

terça-feira, 22 de março de 2011

Deus em Você

A Bíblia diz que Deus é Onipresente e automaticamente nosso cérebro visualiza o que o termo de fato significa: uma pessoa que está em toda parte ao mesmo tempo.

Ás vezes pego-me pensando sobre a ubiquação divina.Haveria um ser que pudesse estar em todo lugar ao mesmo tempo? Ou Ele seria muito veloz, mais que a luz que pudesse correr de um lado para o outro, mas o Universo é grande demais! A não ser que Ele pegue de alguma forma carona com o pensamento que é tão ou mais rápido que a luz! Ou Ele tem um trilhão de clones posicionados em vários lugares no espaço!

Então um dia publiquei uma frase: "A questão não é se acredito em Deus... A questão é por que Ele acredita em mim!" E veio uma resposta por parte de Osho: Você é Deus!

E entendi como Deus pode estar em todos os lugares ao mesmo tempo. Quando você passa a existir, manifesta a Vida, então manifesta Deus. Quando você pratica o bem e procura fazer seu melhor, Deus está agindo: em você e através de você!

Por isso, quero contar um fato ocorrido aqui no meu bairro para que entendam e percebam onde está Deus.

O marido de Bruna chegou à noite do trabalho trazendo uma pequena sacola lilás que havia encontrado no ônibus quando seguia para o trabalho. Apenas agiu por impulso, imaginando que alguém havia esquecido e pegou como se o dono logo aparecesse reclamando seus pertences, mas isso não ocorreu. A sacola foi consigo para o trabalho e o acompanhou no retorno para casa.

A primeira coisa que Bruna fez foi verificar o que havia na sacola: uma sombrinha estampada com borboletas coloridas e uma carteira nova. Na carteira, dois bilhetes únicos* com identificação, algumas moedas e R$70,00. Pensou consigo: "-Penso que qualquer outra pessoa na minha situação acharia que foi providência divina e pegaria esse dinheiro e usaria os bilhetes... Mas, pensando assim, tornaria eu e Deus alguém muito egoísta, pois, porque para quem acha é providência? E para quem perde seria o que?" Nem se deu conta do tempo passando enquanto seus pensamentos refletiam sobre aquela situação e seus olhos observavam os rostos estampados nos bilhetes."

- Ninguém mexe em nada aqui! Vou encontrar a dona!

Ela conta que todos na casa a olhavam com certa surpresa. Se fosse ela, alguém devolveria? Alguém pensaria no quanto ela iria precisar daquele dinheiro? Como que parecendo ler os pensamentos alheios, logo discursou:

- Se fosse eu, talvez a Vida ou Deus tivesse misericórdia de mim e alguém faria o mesmo que desejo fazer. Se fosse eu talvez não devolveriam, mas nada é por acaso. Eu não me movo do mesmo modo que os outros, eu temo a Deus! Mesmo que ninguém saiba que nós ficamos com tudo, Deus está vendo!

Todos concordaram e quiseram saber como ela encontraria a dona. Ela não deu ouvidos a ninguém, pois estava com o olhar fixo em uma das fotos... Uma das fotos estava num bilhete de estudante onde havia o rosto de uma menina. No outro bilhete especial, uma senhora. Bruna relacionou à senhora ao fato do bilhete ser para idosos e, sem saber explicar como, sentia que a senhora deveria estar com alguma criança para chegar a ponto de esquecer a sacola com pertences tão importantes e quando se deu conta deve ter ficado desesperada! Pensou que como idosa aquele poderia ser todo o dinheiro que ela possuía. Sentiu um desespero como se ela mesma tivesse perdido a carteira.

Esqueceu de todos que estavam presentes e dirigiu-se ao computador, conectando-se à Internet. Abriu o Google e ali buscou pelos nomes impressos nos bilhetes. Nada! Um dos filhos de Bruna que observava perguntou: "- Se não encontrar a dona você vai ficar com as coisas?"

Só então e por alguns míseros minutos, Bruna desconcentrou do que estava fazendo:

- Se não encontrasse, guardaria até o dia em que viesse encontrar a pessoa. Mas vou achá-la e vou devolver! Jamais fique com o que não é seu! Neste dinheiro não está seu suor! Ficando com ele o tornará maldito!"

Parece-te um exagero pensar assim? Para Bruna, difícil não era devolver o que não era dela... Difícil era encontrar o dono! A facilidade em desejar devolver impressiona por não ser uma atitude comum hoje em dia. Quantas vezes perdemos algo e desejamos tanto que alguém encontrasse e nos devolvesse? Somos, cada um de nós, tão insignificantes assim para não merecer tamanha consideração?

Havia uma certeza dentro dela de que não foi casualidade aqueles pertences irem parar naquela casa. Tinha certeza de que o que imaginara com a senhora do ônibus foi o que aconteceu de fato. E tinha a impressão de que podia sentir também a senhora pedindo à Deus para que suas coisas fossem encontradas. Isso seria o suficiente para buscar a dona. E passou toda a madrugada no computador sem encontrar nenhum vestígio das duas pessoas. Bruna abaixou a cabeça e orou:

-Deus, não foi por acaso que estas coisas vieram para nós. Cada um de nós é um elo de uma imensa Corrente, e nós que tememos a Ti estamos numa mesma sintonia.Se ela pediu a Ti que pudesse ter a oportunidade de encontrar suas coisas e nos fizeste guardiões destas coisas, ajuda-me a fazer Tua vontade!

Ao abrir os olhos, deparou-se com uma marca no couro sintético da carteira: Educação Adventista. Acrescentou as duas palavras aos nomes - em um por vez - e refez a busca. O nome da menina surgiu na capa do site da Educação Adventista, numa lista de alunos destaques. Entrou em contato com o site que logo lhe respondeu e encaminhou a mensagem para a escola onde a menina era aluna. A escola respondeu e avisou a menina que confirmou que sua avó havia perdido sua sacola. A menina entrou em contato e enviou seu endereço e telefone. Tudo ocorreu assim, como uma reação em cadeia... Como uma corrente!

Bruna então ligou e falou com a mãe da menina que estava surpresa. Jamais imaginaria que alguém pudesse devolver tudo intacto.

- Meu marido encontrou antes que qualquer outra pessoa pudesse achar e pegar alguma coisa! Quero devolver logo, pois imagino que a dona deve estar desesperada!

- Você não tem idéia do desespero dela, que é minha mãe! Ela ia fazer o mercado com aquele dinheiro!

Nessas coincidências que não existem, a menina, sua mãe e a senhora moravam no mesmo bairro. Marcaram um encontro para que a sacola fosse devolvida. Não sabiam como agradecer pela devolução e sabiam que outra pessoa não o faria:

- Precisamos nos colocar no lugar das outras pessoas para entender o que elas sentem... - disse Bruna aliviada por enfim enviar a sacola ao seu destino.

Parece ser esta uma história corriqueira do cotidiano, mas como tudo que acontece em nossas vidas, nada é acaso.A senhora que perdeu a carteira pediu a Deus para que pudesse ter suas coisas de volta e a pessoa que encontrou pediu a Deus a chance de devolver tudo: conectaram-se a mesma sintonia!

Uma oração respondida é a prova da existência de Deus. Mas muitas pessoas acreditam que não são ouvidas pois não foram atendidas.Deus sempre ouve, o problema é que as pessoas nem sempre ouvem o Deus que está em si.

Algumas pessoas acreditam que anjos têm asas. Para mim particularmente eles não têm apesar de voarem e entre estes há aqueles que só caminham.Estes estão conectados e ouvem vez ou outra o pedido de Deus para fazer algo para Ele. Sim, Deus precisa dos anjos e de nós para que a vontade Dele se cumpra.

Que tudo o que você faça seja seu melhor, não para alimentar seu Ego ou seu orgulho, pois Deus está em você e, portanto você é Deus. Sendo assim, cada vez que uma pessoa tem consciência disto, Deus estará em mais lugares.

Que todas as suas atitudes sejam tão abençoadas quanto as bênçãos que você espera dos céus.Que sua vida seja o brilho a mais na escuridão do teu próximo. Que sua vida seja um exemplo para que todos ao seu redor possam continuar acreditando num mundo melhor.

Fazendo assim, você semeia a semente da crença e da fé, não só em Deus, mas em si mesmo e na Humanidade! Você quer viver em um mundo melhor? Não espere que ele mude: viva como se o mundo já tivesse mudado!



Licença Creative Commons
A obra Deus em Você de Shimada Coelho foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição - Uso Não-Comercial - Obras Derivadas Proibidas 3.0 Não Adaptada.

Um comentário:

  1. Oi,Shimada. Navagando pela net, deparei com seu blog e este texto incrível. E assim mantenho a certeza de que somos todos divinos.

    ResponderExcluir

Seja Bem vindo!
Obrigada por comentar!